Vitória / ES - quarta-feira, 16 de abril de 2014

Cirurgia por Videolaparoscopia

 

  

Cirurgia Videolaparoscópica ou Cirurgia Minimamente invasiva

 

    Atualmente a cirurgia por videolaparoscopia já é considerada minimamente invasiva pois é realizada através de pequenas incisões ou cortes. Em breve algumas cirurgias abdominais serão realizadas não mais por 3 ou 4 cortes e sim por uma única incisão no umbigo ou através de orifícios naturais como: vagina, reto ou o próprio estômago. A primeira é chamada de Single Port, pois é realizada por um único corte. A segunda é chamada de NOTES ( Natural Orifice Transluminal Endoscopic Surgery) pois é realizada através de orificios naturais no qual o mais utilizado é a vagina. Neste caso sem corte ou cicatriz no abdome. Entretanto estas duas técnicas ainda não são uma rotina. Descreveremos abaixo com é feito a técnica no dia a dia.

 

 

 

 


O que é e como é feita:

 A cirurgia por videolaparoscopia consiste na introdução de uma microcâmera e pinças através de portais (trocateres) colocados na cavidade abdominal por meio de pequenas incisões ou punções.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Vantagens e benefícios:  

 A cirurgia laparoscópica também chamada de minimamente invasiva oferece uma série de vantagens sobre a cirurgia convencional. Vem sendo aprimorada constantemente com novos aparelhos e pinças resultando em um melhor cuidado ao paciente cirúrgico.

 

As vantagens da laparoscopia sobre a cirurgia convencional: 

 

  • Menor dor no pós-operatório;
  • Menor tempo de internação;
  • Melhor resultado cosmético, com cicatrizes menores;
  • Retorno mais rápido às atividades rotineiras;
  • Menor índice de infecção de ferida cirúrgica;

 

Praticamente todos os convênios cobrem este tipo de cirurgia e não implica em um custo muito maior.

É possível realizar quase todos os tipos de cirurgia abdominal pelo método laparoscópico sendo considerado um avanço na cirurgia geral e do aparelho digestivo.

Finalmente, a cirurgia laparoscópica não é uma cirurgia experimental. Ela já é realizada e a mais de 20 anos em grandes centros médicos do mundo inteiro.

 

 

 

data de atualização 20/03/2009